Mais um crime bárbaro em Vargem Alegre
11/06/2016 - 8h23 em Policial

Após intenso rastreamento a Polícia Militar deteve no início da tarde deste sábado, os dois principais suspeitos pela autoria do assassinato registrado nesta manhã em Vargem Alegre.
Os militares conduziram à delegacia de Polícia Civil de Caratinga Dionísio Dias de Oliveira, de 31 anos, e Luciano Fernandes de Souza, de 32 anos. Com a prisão de um dos suspeitos, a PM apreendeu uma blusa suja de sangue. Segundo tenente Reinaldo, uma testemunha informou para a polícia que ouviu o suspeito Luciano gritando que havia matado a vítima. José Antônio da Rocha, de 61 anos, conhecido pelo apelido de "Jovem", foi morto a facadas. Segundo apurado, a casa da vítima foi invadida pelo telhado. Conforme apurado pela perícia técnica da Polícia Civil, o corpo da vítima foi encontrado caído entre a passagem da cozinha e copa do imóvel.
Foram desferidos cerca de 19 golpes de faca. A vítima possuía dez ferimentos nas costas, quatro no abdômen, sendo que uma das facas ficou cravada no corpo e foram desferidos golpes nos olhos e em outras partes do corpo. A cena suspeita foi identificada por um morador que passava por uma via pública acima e próxima à residência. O crime foi registrado dentro da casa da vítima na rua Sebastião Machado Sobrinho, número 201, no bairro Crispim Elias, em Vargem Alegre.
Testemunha de assassinato em Vargem Alegre é considerado suspeito de autoria Luciano, detido pela PM, confessou o crime e testemunha Nilson foi apontado como segundo autor A Polícia Militar realizou ontem (04/06) a prisão de dois suspeitos pelo assassinato ocorrido em Vargem Alegre, Dionísio Dias de Oliveira, de 31 anos, e Luciano Fernandes de Souza, de 32 anos. A princípio ambos negaram o envolvimento no assassinato de José Antônio da Rocha, de 61 anos, conhecido pelo apelido de "Jovem", morto a facadas dentro de sua residência invadida pelo telhado, situada na rua Sebastião Machado Sobrinho, número 201, no bairro Crispim Elias.
No registro da ocorrência a PM também conduziu à Delegacia de Polícia Civil, Nilson de Jesus Pires, de 28 anos, até então uma testemunha chave no caso. Ao jornalismo do SC, Nilson relatou que viu Luciano com a blusa usada no crime, posteriormente encontrada com mancha de sangue, dizendo que havia matado José e que o próximo seria ele. Dizendo se sentir ameaçado decidiu testemunhar sobre o fato. O caso foi encaminhado à Delegacia e de acordo com a PM uma reviravolta foi constatada. Luciano teria confessado o crime e acusou Nilson de participação direta. Nilson negou, mas no entendimento da Polícia é um dos principais suspeitos e foi detido.
A apuração prossegue. Ainda segundo atualizado pela PM, não foi constatada a participação de Dionísio no crime. Histórico Nilson foi detido no final de 2013 acusado de ter esfaqueado um homem de 40 anos em Vargem Alegre. Por equipe do Vargem Alegre News. 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!